Novidades



 
 
22/02/2018

Fique por dentro das mudanças do Simples Nacional 2018




E as tributações brasileiras são muitas. As mudanças não param. O que queremos é evitar as multas pesadas do Fisco.

O Simples Nacional foi criado em 2007 e representou um grande passo e alívio, para a diminuição das burocracias na hora de prestar contas à fiscalização.

Nesse sentido, é muito importante ficar atento às transformações que surgem em sua utilização. Neste ano, enormes mudanças aconteceram. Fique ligado:

  • Há um novo limite de faturamento, o teto de faturamento para o Simples Nacional aumentou para até R$ 4, 8 milhões por ano.
  • Todas as atividades do SN passam a ter uma alíquota progressiva quando o faturamento ultrapassar R$180 mil no acumulado dos últimos 12 meses.
  • No Novo Simples Nacional, criou-se uma nova relação entre folha de pagamento e faturamento, ambos relativos aos últimos 12 meses. Então, sua empresa pode ser tributada em novos anexos.
  • Micro e pequenos produtores e atacadistas de bebidas alcoólicas poderão optar pelo Simples Nacional, desde que inscritos no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
  • O novo Simples libera a troca de informações entre a Fazenda Pública da União (Receita Federal) e a dos Estados (Receita Estadual) e Municípios (Prefeituras e DF), para facilitar as fiscalizações.
  • Há um prazo para regularização antes de se aplicar uma multa na fiscalização sobre assuntos trabalhistas, metrológico, sanitário, ambiental, de segurança, de relações de consumo e de ocupação de solo, quando a situação for considerada de baixo risco.
  • Empresários que contratam profissionais passam a pagar imposto sobre o valor líquido, descontando o valor da parceria. Até 2017 era necessário pagar o imposto sobre o valor cheio.
  • Há um novo teto de faturamento de até R$ 81.000 por ano ou proporcional para o MEI e houve a inclusão do microempreendedor rural.
  • Investidor-anjo agora está regularizado no Simples Nacional.
  • O novo Simples Nacional trouxe facilidades e redução de custo nas atividades de exportação.
  • Não será mais preciso apresentar certidões negativas para participar de licitações. A declaração só será exigida para a empresa vencedora, no ato da assinatura do contrato.

Todas essas mudanças contribuem para o crescimento das ME e EPP e inovações nos negócios. Então, fique atento e conheça as soluções Intragroup para operações mais simples e integrações de plataformas, adequadas ao seu tipo e tamanho de negócio e atendendo todas as obrigações fiscais e tributárias.

Acesse e maximize os resultados de sua empresa: www.intragroup.com.br




Voltar
 
 

 
 
Rua James Watt, 142 - 2° Andar
Brooklin - São Paulo - SP
CEP: 04576-050

Telefone:
+55(11)5180-6767




Cadastre-se e receba novidades da Intragroup.